Substância metilhexanamina é proibida em competições

A substância metilhexanamina, proibida em competições, foi a responsável pela punição da nadadora brasileira Fabíola Molina, que perdeu o índice que havia obtido para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem, e ficará de fora do Mundial de Xangai, que acontece em julho. Fabíola também foi punida com dois meses de inelegibilidade, porém poderá continuar treinando.

A nadadora admitiu ter consumido a substância, porém de forma acidental, ao experimentar uma amostra grátis de um suplemento esportivo do qual não conhecia. A metilhexanamina é permita pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos apenas para os treinos e proibida nas competições, já que contribui para o ganho de performance.

Fabíola ficou chateada com a punição, mas acredita que poderá recuperar o índice e participar dos Jogos Olímpicos de 2012: “Terei outras competições oficiais, os Jogos Militares e o Pan-americano de Guadalajara, e isso me tranquiliza”.

Há diversos suplementos esportivos no mercado que são utilizados tanto por atletas profissionais quanto frequentadores de academias. Recomenda-se sempre procurar a orientação de um especialista antes de consumir os suplementos para saber qual é o ideal para cada tipo de atividade física e biotipo.

Publicações Recentes