Pratos tradicionais fornecem importantes nutrientes ao organismo

Uma das principais marcas das festas juninas são os tradicionais pratos típicos que, se por um lado, são uma delícia, por outro podem deixar muita gente preocupada com a balança na semana seguinte. Que tal conhecer um pouco dos ingredientes para entender como eles reagem em nosso corpo?

O bolo de fubá, a pamonha, a canjica e a pipoca são feitos de milho, um carboidrato fonte de energia para nosso organismo – e rico em fibras, ótimas para o bom funcionamento do intestino.  A mandioca, presente no biscoito de polvilho e na tapioca, também é um carboidrato.

Mais calóricos que o milho e a mandioca, o amendoim e o coco possuem muita gordura vegetal e estão presentes em diversos doces, como a canjica, o pé-de-moleque e a cocada. A gordura vegetal aumenta a taxa de HDL, o colesterol bom, que não prejudica o sistema cardiovascular, como acontece com a gordura animal.

O pinhão traz carboidratos, proteínas, minerais e o complexo B, enquanto o doce de abóbora é rico em vitaminas, apesar de ser bastante calórico por conta do açúcar. Aliás, o açúcar costuma estar presente em todos os doces, por isso é recomendável sua substituição por adoçantes, para evitar os quilos a mais. O leite, rico em gorduras e proteínas, também costuma estar presente por meio da canjica. Por isso, é melhor trocar tipo integral pelo desnatado, com menos gordura, mas as mesmas propriedades benéficas, como o cálcio e vitamina B12.

Publicações Recentes