Pesquisa revela que as proteínas são essenciais contra o esquecimento

Uma pesquisa realizada pela escola de Medicina do Hospital Mount Sinai (Nova York, Estados Unidos) concluiu que a proteína IGF-2 é essencial para o processo de memorização e inibição do esquecimento.

Publicado pela prestigiada revista científica “Nature”, o estudo avaliou o desempenho de ratos de laboratório que receberam um tipo de aprendizado durante um período de tempo.

Os roedores que ficaram privados da proteína IGF-2 (iniciais em inglês do fator de crescimento com estrutura similar à insulina do tipo 2) não conseguiram armazenar os novos conhecimentos, enquanto o outro grupo de cobaias continuou se lembrando do aprendizado até três semanas depois de receber a proteína.

Os responsáveis pela pesquisa informaram que o IGF-2 é apenas uma das diversas proteínas que estão relacionadas ao armazenamento da memória a curto prazo e que os resultados deste trabalho abrem novas perspectivas para os estudos sobre tratamento para o Mal de Alzheimer.

 

Publicações Recentes