É um importante estimulante do sistema nervoso central, presente em chás, café, chocolate, guaraná e refrigerantes. Atua na prática de exercícios reduzindo a percepção de esforço, pois modifica o limiar da dor. A cafeína diminui o sono, a fadiga, melhora a memória, o raciocínio, a capacidade de concentração e aumenta a energia.

Dose indicada: Entre 200 e 300 mg.

Atenção: em 2003, o Comitê Olímpico Internacional excluiu a cafeína da lista de substâncias dopantes. Pode gerar uma excitação excessiva, estimulando a prática de exercícios acima dos níveis seguros. A cafeína também possui um potente efeito diurético, prejudicando a hidratação. No entanto, a ingestão de moderadas doses de cafeína antes e durante exercícios prolongados não têm aspectos negativos para o desempenho físico.

Protected by Copyscape Online Copyright Checker

Publicações Recentes